Informações obrigatórias para vender na loja virtual

Informações obrigatórias para vender na loja virtual

Para vender na loja virtual não basta criar um site, cadastrar os produtos e a mágica acontece, embora muitos ainda acreditem nisso.

Nesse post não vou falar sobre as obrigatoriedades legais que uma loja online precisa ter, mas sim sobre aquelas informações que são essenciais para que o cliente compre.

Informações essenciais para o cliente

Como já informei acima, o intuito desse post não é falar no quesito legal das informações, embora muito do que vamos falar é informação obrigatória inclusive no quesito legal.

Me deparei com uma situação estranha- mas não inusitada, infelizmente- há poucos dias atrás. Fiz uma compra online em uma loja virtual de jogos, que tem uma grande rede de lojas físicas no país. Ao colocar na cesta de compras, calculei o valor da entrega, mas não apareceu o prazo para entrega.

Então pensei: ao finalizar a compra, a informação vai aparecer. Errado!

Eu finalizei a compra na loja virtual, recebi e-mail de confirmação do pagamento, e até recebi já o produto em minha casa… mas não tive em momento algum a informação de quando iria receber a compra.

Será que essa empresa está preparada para vender na loja virtual?

Com toda certeza eu posso afirmar como cliente: NÃO!

Há uma frase que desconheço a autoria, ela diz: “o básico bem feito nunca sai de moda”. Eu não poderia concordar mais! 🙂

Para que uma loja online tenha mais sucesso nas vendas, é preciso que ela calce os sapatos do seu cliente, e pense: eu como cliente, compraria nessa loja?

Então falemos do básico bem feito:

  1. Mais da metade dos acessos a websites em Portugal são feitos através de mobile, então para vender na loja virtual é essencial que ela seja responsiva. Há coisa pior do que querer comprar online pelo telemóvel e ter de desistir porque a experiência é desastrosa? site responsivo
  2. Ser user friendly para que o cliente possa comprar com boa experiência. Significa ser amigável, um site fácil de navegar e que leva o cliente tranquilamente no processo de compras. É mesmo ruim quando queremos comprar o produto, mas há tantos cliques e informações que nos geram dúvidas, e por vezes acabamos por abandonar o carrinho.
  3. Para vender na loja virtual é essencial ter um cadastro de produtos impecável, com absolutamente todas as coisas que o cliente deseja saber. Leia aqui mais sobre cadastro de produtos. Para cada tipo de produto há informações que precisam constar: código EAN, tecido, medidas, peso, combinações, quais as funções, se precisa de prática para instalar… enfim, tudo que dará segurança ao cliente na hora da compra. Sei que assim como eu, você deve ver muitas lojas online sem uma linha de descrição de produto sequer. 🙁
  4. E não posso deixar de falar novamente sobre as fotos de produto. Muitas lojas virtuais com apenas uma foto do produto, e muitas vezes a mesma foto utilizada no catálogo do fornecedor. Lembre: o cliente não está vendo, tocando ou experimentando o produto. As fotos e vídeos são tudo que ele tem para decidir pela compra!
  5. Informações sobre a entrega precisam estar claras para o cliente. Prazo de entrega, transportadora e valor do frete. No meu caso, comprei brinquedos para presentear, e tinha muitos dias até a festa acontecer. Mas quantas pessoas comprariam sem ter a certeza do prazo de recebimento? Poucas, posso afirmar. Especialmente se for a primeira compra.
  6. Poucos métodos de pagamento também dificultam as vendas no e-commerce. Quanto mais formas de pagamento estiverem disponíveis ao cliente, mais chances da compra ser realizada. A taxa de compras realizadas com referências Multibanco é alta, mas as confirmações de pagamento deixam a desejar. Uma dica extra: experimente colocar o pagamento por cartão de crédito por exemplo, como primeira opção ao cliente, ou ofereça algum benefício para pagamentos realizados dessa forma.
  7. Filtros de produtos para que o cliente possa ver exibidos os produtos que realmente lhe interessam: por tamanho, por idade, por cor, por preço, por marca, como é a conexão (usb, sem fio…), entre outros.

Sempre pensar no cliente, e fica mais fácil vender na loja virtual

O cliente sempre é o centro das empresas, pois sem clientes não há vendas, e portanto, não há facturação, não há lucro, e resumindo: a empresa morre.

Há lojas virtuais que investem camiões de dinheiro em anúncios para atrair o cliente, mas quando ele chega no e-commerce, se depara com a falta de tantas informações.

Então, comecemos a limpar a casa para receber as visitas. O básico bem feito, além de não sair de moda, ainda gera vendas.

Daniela Lovatto

Graduada em Gestão Comercial e MBA em Digital Business, estuda arduamente o comportamento do consumidor online e o que ele busca nas lojas virtuais. Empreendedora do mundo online!

Relacionados

Como vender na loja virtual- A Plataforma

Como vender na loja virtual- A Plataforma

É possível vender online sem ter um e-commerce! Veja como

É possível vender online sem ter um e-commerce! Veja como

Como aumentar as vendas na loja online, aumentando o ticket médio

Como aumentar as vendas na loja online, aumentando o ticket médio

A importância de Web Analytics na loja virtual

A importância de Web Analytics na loja virtual

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Quem somos

Ecommerce de Sucesso é um projeto que nasceu de uma necessidade muito clara: desmistificar o e-commerce em Portugal.

É isso mesmo! Existe um mito que ronda os pequenos empresários, de que ao criar uma loja virtual ela venderá sozinha, 24 horas por dia e 7 dias por semana.

No Ecommerce de Sucesso trazemos insights para empreendedores de e-business, e ajudamos na criação de lojas online.